Suplan representa o Brasil no 4ºPTBIM em Portugal

Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan) representa o Brasil em um dos maiores eventos em Building Information Modeling (BIM) na Europa. A engenheira civil, diretora superintendente do órgão, Simone Guimarães e o gerente BIM da Instituição, o engenheiro civil Rodrigues Lopes, participaram do 4°PTBIM em Portugal, na cidade de Braga, entre os dias 4 e 6 de maio.

O congresso é referência em BIM na língua Portuguesa e conta com a Comissão Internacional representando vários países de Língua Oficial Portuguesa, principalmente Portugal e Brasil, com excelentes exemplos de implementações BIM.

Para a diretora-superintendente da Suplan, engenheira Simone Guimarães, a Autarquia de Obra do Estado tem uma demanda grande de obras e a tecnologia BIM tem como principal objetivo otimizar a construção civil e a gestão das obras públicas na Paraíba. “Estamos revolucionando a gestão de obras públicas com o que há de mais moderno em tecnologia avançada para a construção civil. É uma honra representar a comitiva brasileira e o Governo da Paraíba”, disse.

Ainda de acordo com a engenheira, os investimentos em tecnologia BIM precisam continuar avançando no Estado. “É preciso investir, modernizar a Paraíba, trazer os avanços tecnológicos para que o Estado siga avançando. BIM é o futuro da Construção Civil e o setor vem reagindo de uma forma robusta a crise, trazendo mudanças positivas na cadeia produtiva no Estado. Estamos no caminho certo”, destacou.

O engenheiro Rodrigues Lopes, que é gerente BIM da Suplan, segue no comando da gestão BIM desde 2019, ano de implementação da tecnologia na Paraíba. O gestor já estuda diversos softwares que vão além, por exemplo, do simples desenho de uma planta. Já estamos diante de uma realidade tecnológica que gera a planta em 3D, com um detalhamento completo de informações, podendo ser compartilhadas, acompanhadas e a Suplan está viabilizando a fiscalização de obras com métodos avançados. “Neste evento iremos aprender com os melhores, partilhar nossos métodos e aprender com os cases de sucesso do que há de melhor no mundo. Temos números positivos na redução de custo com projetos, por exemplo, com uma economia só em abril de cerca de 100 mil reais”, disse.

A Paraíba foi um dos estados pioneiros do Nordeste a implementar o BIM. Para Simone é de fundamental importância tornar o BIM cada vez mais real pois quanto mais transparente os processos se tornam mais fáceis são para serem auditados e acompanhados. Para que a Paraíba continue avançando, precisamos de um largo investimento, softwares avançados e toda a aquisição de toda tecnologia necessária para que a gestão de obras em BIM seja totalmente implementada na nas obras públicas, no Governo do Estado, nas Prefeituras, e nos órgãos fiscalizadores, como TCE, TCU, TJ-PB”, explicou.

Publicações Similares

Menu